rede do cenote cocalitos em Bacalar Mexico

Bacalar México: conheça as Maldivas do México!

Quando vi Bacalar por fotos pela primeira vez, pensei automaticamente que seria alguma cidade praiana do caribe mexicano. Nunca que passaria pela minha cabeça que aqueles intensos tons de azul seriam de uma lagoa. No final, quando eu finalmente conheci esse paraíso, me apaixonei e acabei passando 11 dias por lá e conhecendo bem a região! Confira aqui dicas completas sobre a Lagoa de 7 tons de azul do México. Tudo o que fazer em Bacalar, onde ficar, como preservar a lagoa, como se locomover e mais!

Sobre a Lagoa Bacalar

bangalo na lagoa bacalar

Embora Bacalar não seja uma cidade tão turística como as famosas cidades de Cancun, Playa del Carmen e Tulum, algumas pessoas são atraídas pela fama de Bacalar ser conhecida como as “Maldivas do México”. O apelido se dá porque a lagoa tem algumas docas de madeira sobre as águas turquesa, que pode parecer um pouco com os bangalôs de Maldivas. Eu nunca fui para Maldivas, mas posso dizer que o azul intenso da lagoa é realmente espetacular.

A Lagoa das 7 Cores é outro apelido que caiu como luva para a principal atração da cidade. Me lembrou muito San Andrés na Colômbia, mas com a diferença que a água é doce. 


Preservação da Lagoa de Bacalar

Embora os tons azuis sejam impressionantes, o que é ainda mais único na lagoa é a sua alta concentração de estromatólitos: formações rochosas raras que estão entre as formas de vida mais antigas da Terra. O crescimento recente de Bacalar no turismo representa uma ameaça real para a lagoa e os estromatólitos, por isso os locais pedem que os turísticas colaborem e façam escolhas sustentáveis ​​ao visitar Bacalar. Sendo elas:

  • Use apenas filtro solar orgânico ao nadar na lagoa ou se possível, melhor ainda é usar aquelas camisetas longas de surf;
  • Evite ao máximo plásticos de uso único;
  • Opte por velejar e andar de caiaque em vez de passeios de lancha;
  • Não pise nos estromatólitos.

O que são os estromatólitos

estromatolitos na lagoa bacalar

Estromatólitos são um dos seres vivos mais antigos da Terra e um dos primeiros sinais de vida no planeta. Eles existem a aproximadamente 3500 milhões de anos. 

Essas cianobactérias absorvem dióxido de carbono e liberam oxigênio. O que basicamente significa que criaram todo o ar que respiramos hoje. No México, é possível encontrá-los somente na Lagoa Bacalar, em Cuatro Ciénegas em Coahuila e na lagoa Chichankanab.

Leia também: Como ser um viajante ecológico

Onde fica Bacalar

Bacalar está localizada no estado de Quintana Roo no México, bem próximo da fronteira com Belize. Veja o mapa abaixo, nele estão marcados todos os pontos de interesse citados nesse artigo. 

Curte as minhas viagens? Segue lá no Insta: @olhosdeturista

Como chegar em Bacalar

O sistema de ônibus no México é muito bom e fácil de viajar por todo o país. Você pode chegar a Bacalar através do ônibus ADO a partir de destinos como Playa del Carmen, Tulum e Cancun. Estas rotas são bem servidas com várias partidas diárias para Bacalar, mas você também consegue ir se em outros estados do México e até de Belize. Como vou explicar a seguir. 

deitada no deck em frente a lagoa bacalar

A “estação” de ônibus em Bacalar não é bem uma estação. Quando cheguei na cidade, achei estranho porque o motorista encostou em um trecho da estrada. Fiquem tranquilos, porque é lá mesmo a parada. Aliás, para o destino seguinte a Bacalar, fique atento que a bilheteria dos ônibus também é naquele pedaço. 

Da “estação”, são 15 minutos a pé até a cidade ou uma viagem de táxi por volta de 30 pesos (6 reais).

De Cancun a Bacalar

De ônibus

Tempo: 5-6 horas
Custo: 490 pesos (106 reais)
Dica: A rota saindo das cidades de Tulum e Playa del Carmen para Bacalar é a mesma que a de Cancun, mas como as distâncias são menores, o valor da passagem também deverá ser menor.

Vai para Tulum? Então leia também: Dicas de Tulum no México

De Palenque a Bacalar

De ônibus

Tempo: 8 – 9 horas
Custo: 668 pesos (145 reais)
Dica: Só sai um ônibus por dia, às 18h10.

De Van compartilhada

Tempo: 8 – 9 horas
Custo: 350 pesos (76 reais)
Dica: Só sai três vans por dia, às 10h, 16h30 e 17h30. Compre com pelo menos um dia de antecedência no posto do Autobuses AEXA.

De Belize a Bacalar

Existe um ônibus noturno que vai da Cidade de Belize até Cancun, passando por Bacalar. Eu não sei detalhes, porque não fiz essa rota, mas pessoas no hostel que eu estava em Belize, fizeram. Sem dúvidas o pessoal da sua acomodação em Belize saberá te informar. 

Outra opção é pegar um ônibus da Cidade de Belize até Chetumal e de lá outro ônibus até Bacalar. 

Como se locomover em Bacalar

vista de passeios de barco em bacalar
  • A pé: a cidade de Bacalar é pequena e fácil de se locomover. Dependendo de onde você se hospedar, poderá caminhar até vários pontos de interesse. 
  • Táxi: para percorrer distâncias maiores, táxi é uma boa opção. O ponto de táxi principal fica na praça da cidade, perto do letreiro de Bacalar. Se tiver dificuldade em encontrar um táxi, peça ao seu hotel/hostel ou restaurante que ligue para você.
  • Bicicleta: outra ótima maneira de explorar os arredores é de bicicleta. Tem vários lugares na cidade para alugá-las. Algumas acomodações inclusive incluem o uso de bicicletas ou caiaques na diária. O preço da diária gira em torno de 100 a 150 pesos (20 a 30 reais). 
  • Ônibus: não é tão simples se locomover de ônibus pela cidade, já que a maioria dos deles saem a 15 minutos a pé do centro, do mesmo local onde está o terminal de ônibus de viagem. Além disso, em locais mais distantes, pode ser demorado pegar o ônibus da volta. Apesar disso é uma opção bastante econômica.

Onde se hospedar em Bacalar

Abaixo encontre 4 sugestões para se hospedar em Bacalar, de pousada, hostel econômico, melhor hostel e hotel sofisticado. 

pier em bacalar
Pier do Yak Lake House Hostel

Top Hostel: The Yak Lake House

O Yak Lake House Hostel é a melhor opção para mochileiros, mas a diária é um pouco acima dos valores que geralmente são praticados no México. 

Ele está localizado à beira da água com um cais privado. Eles têm um cronograma semanal de atividades, incluindo coquetel, aulas de salsa e passeios de um dia às corredeiras.

Café da manhã continental está incluído na estadia, há Wi-Fi, armários e cada cama tem um ponto de luz e carga.

Hostel ecocômico: Yaxche Centro Hostal

Para mochileiros com orçamento limitado, o Yaxche Centro Hostal é uma boa opção. Situado a alguns quarteirões da praça principal, você tem acesso a muitos restaurantes e bares. E um serviço de traslado gratuito leva você ao clube de praia particular, à beira da água.

As instalações são limpas, possuem armários, wi-fi, café da manhã continental básico e aluguel de bicicletas. 

Pousada: Hacienda Bambu

A pousada Hacienda Bambu é simples que tem desde opções de quartos privados até quartos compartilhados. 

Dos quartos compartilhados a vista da lagoa é bem bonita, mas em contrapartida, os quartos privados são os únicos permitidos a acessar a piscina. 

Apesar de não informarem corretamente, eles tem um café da manhã bem básico, com café preto, chá e bolachas. 

Hotel: Eco Hotel Casa Lamat

Se você procura algo mais sofisticado e não liga de ficar um pouco afastado do centro, o Casa Lamat é uma excelente opção. Fica em um local isolado na Lagoa Bacalar, com píer privado, jardins, restaurante e mini-spa. Cada alojamento rústico em estilo cabana tem um banheiro privado. Ótimo para casais, mas também há uma sala de família.

Eles se preocupam com o meio ambiente e têm sistemas integrados para a gestão ecológica da água, energia e resíduos. A atmosfera do local é bem descontraída, com aulas de ioga disponíveis. 

O que fazer em Bacalar?

Boa parte do turismo gira em torno da Lagoa, mas não pense que isso significa necessariamente uma breve visita a cidade. A Lagoa tem diversos pontos que se diferenciam de maneira bem interessante, incluindo cenotes e histórias de piratas! Eu fiquei tão apaixonada pela Lagoa, que tentei conhecer o máximo de pontos interessantes dela. Confira!

Acessos a lagoa próximo do centrinho

balneário em Bacalar México
Balneário Ejidal Mágico Bacalar

A princípio quando se chega em Bacalar, a gente fica meio perdido, porque embora a lagoa seja enorme, não é fácil encontrar uma acesso a ela. Isso porque a maioria das propriedades em frente a ela, são particular. Desde restaurantes, hotéis a até algumas residências. Ao longo dos dias eu consegui descobrir alguns acessos públicos ou baratos para entrar e essa é a listinha:

  • Balneário Ejidal Mágico Bacalar: esse é um dos espaço que eu mais gostei, trata-se de um restaurante que não exige consumo, mas cobra uma pequena taxa de 20 pesos (4 reais) para entrar. Você pode até levar sua própria comida e bebida. O espaço é grande e bem cuidado e ainda tem um tobogã grande para escorregar na lagoa (extra 30 pesos).
  • Muelle Mirador Público de Bacalar: basicamente esse acesso é por meio de uma única plataforma de maneira, com um bangalô ao final dela. Inicialmente a água é escura, mas conforme você anda por ela, a água vai clareando. 
  • Muelle Ecológico: um acesso público bem simples e pequeno. Eu descobri ele no primeiro dia e gostei, mas sem dúvidas os 2 anteriores são melhores. 
  • Camping Jardín De Venus: esse camping fica próximo do Muelle Ecológico. Eles deixam entrar quem não está no camping por 20 pesos. Na época achei interessante o preço, mas depois que fui no Balneário Mágico (primeiro acesso que mencionei aqui) pelo mesmo preço, achei que valeu mais a pena ir no Balneário. 

Passeio de barco

O passeio de barco passa por alguns pontos de interesse da Lagoa, mas antes de mais nada eu já adianto:

passeio de barco em bacalar
  • A parada principal é no Canal de Los Piratas e eu achei que seria uma parada muito rápida (30 minutos). Por isso paguei extra para me deixarem ficar mais tempo, me pegando mais tarde com outro grupo. 
  • No momento que fiz esse passeio, eu não sabia o quanto é prejudicial o barco a motor na Lagoa Bacalar. Todo mundo sabe que barcos a motor não são bons para o mar, mas realmente o impacto a lagoa é bem grande. Existe outras formas de ir até o Canal dos Piratas, como: barcos a vela, caiaque e stand up paddle. Só saibam que esses dois últimos podem ser desafiados porque a distância até lá não é pouca. 
  • Os passeios oferecidos na cidade geralmente incluem, além dos Canal de los Piratas, passagem pelo Cenote Negro, Isla de los Pájaros e Cenote Cocalitos. Apesar de eles falarem que param em alguns, muitos desses tours acabam só passando de barco por eles. Eles colocam esses lugares só para “encher linguiça” na hora de vender o passeio. 
  • Você pode visitar esses cenotes individualmente por conta própria em outros dias. Como explicarei nos próximos tópicos. O único lugar do passeio que o acesso é apenas de barco ou caiaque / stand up paddle é a Isla de los Pájaros. 
pulo no canal de los piratas

O valor desse passeio de barco gira em torno de 250 – 400 pesos por pessoa (45 – 100 reais), dependendo de onde você fechar o passeio. Se quiser economizar, eu recomendo fechar com uns carinhas que ficam na rua oferecendo e tente pechinchar. 

Como o passeio dura entre 2 a 3 horas, eles costumam ter saídas frequentes, então você não precisa se preocupar em marcar com antecedência. 

Canal de Los Piratas

Como eu mencionei no tópico anterior, o Canal de Los Piratas é um dos principais atrativos de Bacalar. E não é por menos, porque além de lindo, ele conta uma história mega interessante por trás dele. 

flutuando no canal dos piratas em Bacalar

Acredite ou não, apesar de ser uma lagoa, Bacalar costumava ser saqueada por todos os tipos de piratas (por isso o nome do canal). Isso se deve ao fato de que a lagoa está conectada com o Rio Hondo, que desemboca no mar e forma a fronteira natural entre o México e Belize. Para quem não sabe, era em Belize que estavam localizados os famosos piratas do Caribe.

La Isla de los Pájaros

A Isla de los Pájaros é uma pequena ilha habitada por pássaros, como papagaios, pardais, garças e até corujas. 

ilha dos pássaros na lagoa bacalar

A água em volta dela é bem rasinha, então os barcos passam um pouco distante, inclusive para não incomodar muito os pássaros. Por isso no passeio de barco essa é uma parada simples e rápida. 

Cenote Negro (Cenote de las Brujas)

Este é um dos três cenotes localizados dentro da lagoa, também conhecido como Cenote de las Brujas, devido à crença de bruxas e shamans antigos realizando rituais neste local.

cenote negro que fica dentro da lagoa bacalar méxico

A coisa mais impressionante que você verá é como a profundidade da água muda drasticamente da lagoa para onde começa o cenote, caindo de 2 metros abruptamente para 90 metros. Por isso o tom escuro de azul. 

Você pode ir lá de caiaque ou stand up paddle, sendo o cenote mais próximo do centro. Outra opção é ir até o ponto que dá acesso ao cenote, chamado Robertito El Arbol. Do centro até lá a pé leva por volta de 15 minutos, mas você também pode ir de bike ou táxi. Como o local é uma área privada, eles provavelmente vão querer te pagar uma pequena taxa para entrar. 

Cenote Cocalitos

Há dois motivos principais para ir ao Cenote Cocalitos: pelos famosos balanços e redes super instagramável e pelos estromatólitos de Bacalar. 

balanço no cenote cocalitos

O primeiro não precisa nem falar nada né? O segundo é o que eu expliquei nos tópicos “preservação da lagoa” e “o que são os estromatólitos?”. Se você pulou, recomendo voltar lá para ler, porque é interessante.

Sem saber o que são, você poderia facilmente passar pelos estromatólitos da Lagoa Bacalar pensando que eram apenas algumas rochas antigas.

junto com estromatolitos no cenote cocalitos bacalar

Apesar da atração inicial ser o Cenote Cocalitos, muita gente nem percebe que na verdade, ele está a direita da entrada do local, enquanto a área onde estão os balanços e redes, a esquerda, não é o cenote e sim uma parte bem clara da lagoa.

A entrada ao local é de 35 pesos (8 reais) por pessoa. Para chegar você tem algumas opções:

  • Bicicleta: leva 20 minutos o trecho. Custa 150 pesos (30 reais) a diária da bike. 
  • Táxi: leva 5 minutos. Custa 50 pesos (10 reais) o trecho. 
  • A pé: leva 50 minutos.
  • Pela água: de caiaque, stand up paddle, pedalinho ou barco a vela. 

Cenote Esmeralda

O Cenote Esmeralda é vizinho do Cocalitos, mas menos popular. Na verdade a parte badalada é justamente o espaço entre eles, que é onde a água é clarinha. Esse cenote, assim como o Cocalitos, é escuro e profundo. 

vista dos cenotes de Bacalar
Cenote Cocalitos e Cenote Esmeralda ao fundo

Conhecendo um, você acaba conhecendo o outro também, basta olhar na direção dele ou passar do lado dele se estiver se locomovendo pela água. O ideal na verdade para visualizar bem o formato desses cenotes, seria por visão aérea. 

Cenote Azul

vista do cenote azul em Bacalar

O Cenote Azul é um dos cenotes mais profundos da Riviera Maya, com uma profundidade de 90 metros. Ele parece um lago, com diâmetro quase que perfeito, de 200 metros. Em uma visão aérea, dá para ver que ele é cercado por uma linda vegetação em contraste com as águas azul-turquesa da Lagoa Bacalar.

Lá é ótimo para curtir algumas horas nadando ou relaxando. Tem um restaurante no local e é um ambiente bem familiar. Há também quem faça mergulho de cilindro por lá, mas no dia que eu fui, eu não vi ninguém mergulhando.

dentro do cenote azul Bacalar

A entrada do local é de 25 pesos (5 reais) por pessoa. Para ir nesse cenote eu sugiro que vá no mesmo dia que for para o Cocalitos. Assim você aproveita a viagem, já que eles estão próximos. Do Cocalitos você pode ir a pé em uma caminhada de 12 minutos até lá ou se você tiver de bike, mais tranquilo ainda. Eu fui a pé e passei um pouco de nervoso porque a entrada é confusa, mas no final acabei achando.  

Los Rápidos

Los Rapidos é a parte mais estreita da lagoa e não chega nem a pertencer a cidade de Bacalar, estando a cerca de 20 km de carro do centro da cidade.

parte mais estreita da lagoa bacalar

Há um restaurante no local e a taxa de entrada é de 100 pesos (20 reais). Achei meio caro comparado com outras áreas do lago, mas vale muito a pena, porque é um dos locais mais lindos e divertidos. 

Essa parte da lagoa mais parece um rio e o mais legal é que tem uma correnteza que você pode flutuar junto com ela por uns 150 metros. Ela é relativamente forte, mas ao mesmo tempo a força dela para bem no trecho que você pode descer e ter acesso novamente ao restaurante. E ficar brincando assim várias vezes. 

na lagoa de 7 cores em Bacalar

O problema é que embora o restaurante sinalize que não pode pisar nos estromatólitos, eles criaram um acesso a água por uma escadaria que te obriga a andar sobre os estromatólitos. Ou seja, as placas estão lá só de fachada porque eles mesmo não criam um esquema melhor. Eu confesso que andei sobre eles para poder entrar na água, por duas vezes, porque depois me senti culpada. Então acredito que eles podiam criar um esquema melhor lá.
Para chegar é um pouco mais limitado, por causa da distância. Até é possível ir de ônibus, mas de lá teria que andar mais 2km a pé e seria chato pegar o ônibus na volta. Por isso a melhor opção é táxi, que sai 150 pesos por trecho (33 reais).

Sac-Ha

O Sac-Ha é outro paraíso pertinho do Los Rápidos. O mais legal no Balneario Sac-ha é que ele é muito tranquilo e quase deserto durante a semana, quando eu fui só tinha meia dúzia de pessoas além de mim. 

deitada na beirada da lagoa bacalar

Inclusive o restaurante de lá estava fechado, então imagino que eles só abrem de final de semana. Apesar do restaurante ficar fechado, para entrar no local é cobrado uma taxa de 25 pesos (5 reais) por pessoa. 

Pra ir pra lá basta pegar um coletivo por 30 pesos (6 reais) o trecho ou um táxi por 150 pesos (30 reais) o trecho. O ideal é ir nele no mesmo dia que você for para o Los Rápidos, porque eles estão próximos.

na lagoa bacalar junto com os estromatólitos

O problema é que os dois estão geograficamente próximos, mas a 5 km de distância pela estrada. Então você teria que pegar um táxi de um para outro, mas é possível que o taxista se recusa-se a viajar para tão longe, para fazer uma corrida curta. Uma idéia é aproveitar o mesmo táxi de alguém que está saindo do Los Rápidos e indo para a cidade e pedir para o taxista de deixar no Sac-Ha e aí de lá você pede outro táxi para voltar para Bacalar. Nesse caso é bom ter o contato de algum taxistas, porque se o restaurante estiver fechado, você não terá para quem pedir. 

O ideal para resolver esse problema seria alugar um carro ou moto para passar o dia nesses dois lugares. 

Xul-Ha

Xul-Ha é um ponto ainda mais distante do que os dois anteriores, estando em uma das extremidades da lagoa. Lá já é considerado uma cidade diferente, que chega a ser menor ainda do que Bacalar. 

árvore em cima da água na lagoa bacalar

Eu fui até lá de táxi e acabei parando em uma área aleatória da lagoa, porque quando perguntei para o taxista onde parar, ele disse que a galera costuma ir até um hotel que chama-se Sujuy-ha, que está localizado na parte mais bonita de Xul-Ha. Só que eu acabei não indo por entender que seria bem mais distante e caro para ir, já que Sujuy-ha está do outro lado do lago e tem que fazer a volta de carro.
Outro ponto que é mais popular em Xul-Ha chama-se Balneario Lago azul. Onde tem algumas docas e uma plataforma para mergulhadores. 

No final,  baseado na parte que eu conheci de Xul-Ha, não achei que valeu a pena a “viagem”, porque não achei a lagoa Bacalar tão linda como os demais lugares que conheci. Mas se você quiser ir, recomendo que tentei ir até o Sujuy-ha. 

Passeio de Stand Up Paddle para ver o nascer/pôr do Sol no Canal dos Piratas

A galera do What SUP Bacalar faz um passeio muito massa para ver o nascer ou pôr do Sol no Canal dos Piratas de Stand Up Paddle.

andando de stand up paddle com o nascer do sol de fundo Bacalar

Acompanhado de alguns instrutores o grupo se reúne e vai pedalando até o canal, parando no melhor ângulo para ver e tirar fotos do nascer/pôr do Sol. Depois a pedalada continua até uma área que os barcos não chegam por ser muito raso, onde fica o manguezal. De lá começa o retorno até a cidade. 

Eu adorei e acho que vale bastante a pena, apesar de ter sido a coisa mais cara que fiz em Bacalar. Eu optei pelo nascer do Sol, porque falaram que a lagoa fica mais tranquila para pedalar.  

passeio de stand up paddle na lagoa bacalar

O passeio custa 450 pesos (90 reais) e está incluso nesse valor café preto antes de começar a pedalar, frutas durante o tour e café da manhã quando acaba. Eles também tiram fotos e mandam por email depois. 

Eu recomendo fazer esse tour mesmo que você já tenha conhecido o canal dos piratas, porque acaba sendo bem diferente a experiência. Como neste passeio você vai bem cedo de manhã ou quase antes de escurecer, você não tem a oportunidade de desfrutar da beleza da cor da água do canal. O objetivo nesse caso é ir ver o nascer/pôr do Sol e fazer atividade física, já que a locomoção até lá não é das mais simples. 

Forte de San Felipe Bacalar

O Forte de San Felipe foi construído para proteger a cidade dos piratas. Ele é bem simples e pequeno, mas conta um pouco da história dos ataques dos piratas. 

forte de bacalar

De lá é possível ter uma visão interessante da Lagoa Bacalar e de seus tons de azul. 

O custo da entrada é de 80 pesos (18 reais) e eu particularmente achei caro pelo o que oferece. 

Quantos dias ficar em Bacalar México

Eu sou suspeita para falar, porque gostei tanto de lá, que fiquei 11 dias. Mas para um roteiro tranquilo e com bom proveito, o ideal é ficar 4 dias em Bacalar. De preferencia dias inteiros, para seguir com tranquilidade o roteiro que vou sugerir no próximo tópico. 

Roteiro de 4 dias em Bacalar

  • 1º Dia: Muelle Mirador Público de Bacalar + Passeio até o Canal do Pirata
  • 2º Dia: Cenote Cocalitos + Cenote Esmeralda + Cenote Azul
  • 3º Dia: Los Rápidos + Sac-Ha
  • 4º Dia: Nascer do Sol no Canal do Pirata + Balneário Ejidal Mágico Bacalar + Forte de San Felipe

Dias extras: Xul-Ha e Cenote Negro

Se quiser conhecer cidades próximas, Mahahual é uma ótima opção, há apenas 1 hora de Bacalar.

Onde comer barato em Bacalar

comida mexicana em bacalar
  • La Piña: Eles tem porções grandes a um preço acessível em um ambiente muito agradável e bonito. Eles tem opções de pizzas, mas também alguns pratos saudáveis com ingredientes frescos. Se você gosta tanto quanto nós, voltará aqui mais de uma vez durante a sua estadia! O La Pina está aberto diariamente para café da manhã e almoço com uma mudança de menu para o jantar. Serviço vegano e para viagem disponível.
    Antojitos Doña Laura: esse é um restaurante local super simples e frequentado apenas por moradores. Eu encontrei ele por acaso e aproveitei o preço. Eles não tem cardápio. A senhora que cozinha vende o que ela faz no dia, que pelo o que eu entendi, se limita a apenas duas opções. O valor do prato de comida bem servido é 50 pesos (10 reais).
  • Tacos El Socio: essa taqueria é simples, mas barata e boa. Eles vendem tacos, quesadillas, empanadas e tortas. 
  • Taqueria El Trompo De K’los: essa taqueria fica ao lado da anterior, mas eu particularmente gostei mais dessa. Eu frequentei bastante as duas e notei que as vezes quando uma está fechada, a outra está aberta. Ambas vendem o mesmo tipo de comida mexicana. 
  • Christian’s Tacos: Uma opção saborosa e barata para quem quer comer tacos ou grande porções de nachos. Lembro que paguei 130 pesos (25 reais) em uma porção que dava até para 3 pessoas. 
  • Rasta Fish: É uma pequena barraca super estilosa que fica perto da praça principal e vende tacos de camarão empanado com coco ralado e creme de coco. Muito bom! São tacos mais caros do que o normal, mas nada de outro mundo porque tacos sempre são baratinhos.  

Se você curte a culinária mexicana, vale a pena conhecer Oaxaca, leia mais: Roteiro de 3 dias em Oaxaca

Não esqueça de contratar um seguro viagem!

Eu nunca vou a lugar algum sem seguro de viagem e recomendo que você também não, porque  é importante ter uma garantia em casos de acidentes ou problemas de saúde.

Eu sempre uso o buscador SegurosPromo para achar seguro viagem, porque o site deles compara preços e coberturas de várias seguradoras.

E aí gente, curtiram as dicas de Bacalar México?

Qualquer dúvida manda uma DM lá no insta @olhosdeturista que eu respondo rapidinho!

Curtiu as dicas? Então salve o PIN abaixo para guardar esse link!

Bacalar, o destino mexicano com a lagoa de 7 tons de azul. Tudo o que fazer e muitas dicas

3 comentários em “Bacalar México: conheça as Maldivas do México!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima