]
Mulheres que viajam sozinhas, quem é sexo frágil

Inspire-se

Mulheres que viajam sozinhas: Quem aqui é sexo frágil?

Não costumo levantar bandeiras, defender ideais e batalhar por direitos que já considero meus. A vida é uma só e minhas escolhas cabem só a mim, mas infelizmente não é de hoje que as pessoas tem mania de querer limitar os direitos dos outros, principalmente do “sexo frágil”. Inclusive, nós, mulheres que viajam sozinhas, sofremos muito com esse mal.

Só que é aquela coisa né… quer gastar sua vida tentando tornar a dos outros miseráveis? GIVE A TRY, mas não por cima de MOI!

Apesar disso, não há como negar: tem coisa que ouvimos que parece que colocamos nosso ouvido no esgoto, né não?

As pessoas confundem o livre arbítrio e acham que podem falar o que quiser. Só que o pior é que parece que nós, mulheres, somos obrigadas a ouvir o dobro de merda, né?

Ultimamente uma das melhores maneiras de colocar nossos ouvidos no esgoto é entrar para o clube das mulheres que viajam sozinhas. Já falei aqui uma vez sobre 7 perguntas que toda mulher que viaja sozinha ouve. Porém, o problema não são só as perguntas e às vezes, a “brincadeira”, fica mais séria.

Conheça também o canal no YouTube:

Sabe aquela mania de sexo frágil? Pois é, sexo frágil é de quem, independente do sexo, só usa da coragem quando o outro está em situação “desvantajosa”.  

Aquele tipo de pessoa que muda o discurso se você está sozinha, se te ajudou em algo, se você está perdida ou até se você está no ponto de ônibus.

Tem gente que se dá permissão para tudo, simplesmente por se sentir acima do outro. Gente que não é grande, mas que acha que é por enxergar o próximo como pequeno ou frágil. Mas no final das contas, quem aqui é sexo frágil, hein?

Quem tem coragem de apesar de todas as dificuldades, seguir com seus sonhos e vontades ou quem está de fora atormentando a vida alheia ao invés de cuidar da própria?

Já passei por cada uma e é engraçado como elas acontecem especialmente quando estou viajando sozinha. Já fui chamada de mal amada por estar sozinha na viagem, já fui tratada como coitadinha sem amigos, e até já sofri assédio pelo meu ex chefe em troca de não ser mandada embora de um restaurante que trabalhei em Dublin.

A verdade é que o mundo ainda é muito machista. Aliás, boa parte de quem alimenta isso são as próprias mulheres! Mas a real é que o sexo não é frágil, frágil são os que se apegam a falsas ideias, impostas pela bolha que vivemos.

O mundo não precisa de bandeiras levantadas, ele precisa que acabem os motivos para elas existam! Então bora viajar sim, mulheres e homens e espalhar pro mundão que ele é para todos! =)

 

E aí viajantes, também acham que as mulheres que viajam sozinhas sofrem desse mal? Alguma mana aí já foi tratada como sexo frágil em viagem? Compartilha sua história com a gente nos comentários!

Se curtiu o post salva a imagem abaixo no seu painel do Pinterest para ter acesso a ele quando quiser! =)

Para quem acha que mulher é sexo frágil é porque ainda não conheceu nenhuma do clube das mulheres que viajam sozinhas. Se você concorda, leia o artigo e compartilha

VAI VIAJAR? AJUDE A MANTER O BLOG RESERVANDO COM NOSSOS LINKS!

Para ajudar basta fazer as suas reservas utilizando os links abaixo. Assim o blog ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

Hospedagem: Booking.com, Hotéis.com e AirBnb 
Seguro Viagem Seguro Viagem: Seguros Promo e Real Seguro
    Aluguel de Carro: Rentcars.com 
  Ingressos e Passeios: Viator, Ticketbar e TourOn
 Câmbio: TransferWise

Aproveita também para dar aquela força e acompanhar os Olhos de Turista:
 

Olá, meu nome é Luiza Cardoso! Sou a blogueira e idealizadora do Olhos de Turista. Amo viajar pelo mundo e levar minha vida nesse estilo libertador! Ter olhos de turista para mim é observar e admirar todos os cantinhos do planeta, desde o trajeto de casa até a volta ao mundo! :D

Comente esse post!

Comentários (7)

  1. Sou suspeita. Viajo sozinha há muito tempo e é uma das coisas mais incríveis que faço na vida. Muitas amigas e até minha irmã e minha mãe – que têm um estilo de vida diferente do meu – admiram essa minha coragem/vontade/desejo/prazer. Somos sexo forte :)!

  2. viajar sozinha é demais! depois que casei ficou mais engraçado, pois em muitas viagens meu marido não vai por causa do trabalho. Aí como eu trabalho pela internet posso viajar e sempre digo “cada um com seus problemas” hauehau

  3. Já passeio muito por isso, não só por viajar sozinha, mas por atuar numa profissão considerada do sexo masculino. Mas sabe o que eu faço? Não dou bola e nem sou ouvido a essas pessoas. Faço meu melhor todo dia, tenho mais coisas para fazer durante meu dia do que me preocupar com gente assim. O mundo é nosso, o mundo é de quem quiser (independente do sexo).