]
O que fazer em Brotas? Guia da Capital do Turismo de Aventura!

Explore

O que fazer em Brotas? Guia da Capital do Turismo de Aventura

Conhecida por ser a capital do turismo de aventura, Brotas é sem dúvidas um destino imperdível para quem curte esportes de aventura. Localizada no interior de São Paulo, a apenas 250 km da Capital, essa acolhedora cidade pode parecer um destino perfeito para paulistas passarem o final de semana. Mas não se engane, apenas 2 dias vão te deixar com gostinho de quero mais. São tantas opções que quando resolvi ir para Brotas, fiquei perdidinha  nas minhas pesquisas, por isso vim aqui para responder a mesma pergunta que me fiz antes de ir: afinal, o que fazer em Brotas?

Fiquei 3 dias na cidade, mas garanto que há tantas opções que rola passar até 1 semana tranquilamente fazendo diferentes coisas a cada dia, porém fica um alerta: Brotas não é um destino barato. Todas as entradas em parques e cachoeiras são cobradas, além de os esportes de aventura serem exorbitantes. Apesar disso, levantei os valores dos parques e dos esportes de aventura em diversas agências para te ajudar a dar aquela economizada, saber qual atração vale a pena investir e de quebra organizar melhor seus gastos. Para aproveitar melhor esse guia, navegue pelos tópicos de acordo com seu interesse! Bora lá então?

 

Principais pontos turísticos em Brotas

 

Atrações e parques em Brotas:

 

São tantas opções de parques e sítios em Brotas que fica até difícil escolher, por isso fiz um resuminho de cada uma para te ajudar a definir o que fazer em Brotas e para quais lugares ir.

Recanto das Cachoeiras: 

 

Cachoeira Santo Antônio no Recanto das Cachoeiras em Brotas/SP
Cachoeira Santo Antônio no Recanto das Cachoeiras – Brotas/SP

Essa maravilha de parque foi um dos lugares que visitei e garanto que não em arrependi, passei uma tarde agradável nesse cantinho de paz. O parque é super bem agradável e tem vários mirantes espalhados por ele, perfeito para admirar a natureza e ouvir os passarinhos.

A estrutura dele é realmente impressionante, tudo organizado muito organizado. O Recanto das Cachoeiras tem piscina, lanchonete, restaurante, salão, playground, chuveiros, WiFi, redários, estacionamento, etc.

No parque há duas lindas cachoeiras (Cachoeira Roseira e Cachoeira Santo Antônio) que são acessadas por uma trilha bem tranquila com trajeto em torno de 1h30 no máximo.

Valores:

Taxa de visitação: R$60 Adulto | R$30 criança (menores de 3 anos não pagam)

Arvomix (Arvorismo + Tirolesa + Rapel 55 metros): R$150*

Quadriciclo: R$260*

Cavalgada: R$125 a R$150*

* taxa de visitação inclusa

Três Quedas:

Esse parque não tive a oportunidade de conhecer, mas queria muito por sua atração principal: o canionismo. Como eu disse anteriormente, eu fiz cachoeirismo no Sítio Sete Quedas e fiquei simplesmente apaixonada. Gostaria muito de ter feito também canionismo e acho que na Cachoeira Três Quedas seria perfeito já que são 2 das cachoeiras, sendo a Cachoeira Andorinha com 22 m e a Cachoeira Figueira com 47 m.

Além disso o parque também permite acesso para quem deseja apenas curtir as cachoeiras que são facilmente acessadas por trilha.

O parque também tem estrutura para hospedagem em chalés e mesmo em campings. Olhando o site achei os valores bem salgados comparados com o que pagamos na diária do nosso hostel, mas ao final do post falarei mais sobre opções de hospedagem. =)

Valores:

Taxa de visitação: R$50

Canionismo: R$165

Tirolesa: R$50

Passeio a cavalo: R$40

Ecoparque Cassorova:

Junto com o Recanto das Cachoeiras, o Ecoparque Cassorova lidera como os parques mais bonitos da região. Inclusive, a Cachoeira Cassorova foi indicada a cachoeira mais bonita de Brotas pelo Guia Quatro Rodas e a melhor para a prática do canionismo. Além dela, o parque tem a Cachoeira dos Quatis com acesso por uma trilha.

Quem optar por fazer canionismo irá se aventurar em uma descida de 46 metros da Cachoeira dos Quatis e de metros da Cachoeira Cassorova.

Além da aventura e natureza, o parque ainda é super bem estruturado. Com piscinas, mirantes, restaurante, lanchonete e chuveiros.

Valores:

Taxa de visitação: R$60 adulto | R$30 criança (menores de 5 anos não pagam)

Canionismo: R$195*

Arvorismo: R$118*

* taxa de visitação inclusa

Hotel fazenda Areia que Canta: 

Um dos principais pontos turísticos, a Areia que Canta é uma nascente de água cristalina. O passeio é contemplativo, mas se desejar você poderá fazer flutuação na nascente. Não consegui visitar a nascente, mas dizem que o mais curioso dela é que a areia é bem branquinha e fina (feita de grãos de quartzo) e que por conta disso eles produzem som de cuíca quando friccionados.

O passeio dura aproximadamente 2h30min e também inclui visita às corredeiras do Rio Tamanduá.

Valores:

Passeio circuito areia que canta: R$50 durante semana ou R$70 nos finais de semana e feriados.* (não cobrado aos hóspedes do Hotel)

* taxa de visitação inclusa

Sítio Sete Quedas:

 

Cachoeira Bela Vista no Sítio Sete Quedas em Brotas/SP
Cachoeira Bela Vista no Sítio Sete Quedas – Brotas/SP

Esse foi mais um parque que eu tive a oportunidade de conhecer e gostei bastante. Acabei indo nele por ter fechado com uma agência um circuito de arvorismo, tirolesa e cachoeirismo que eu simplesmente adorei. As cachoeiras do parque também são super legais, e como o nome diz há sete quedas. Sendo 4 pequenas cascatas e as outras 3 a Cachoeira dos Macacos, a Cachoeira da Bela Vista e a Cachoeira dos Coqueiros(onde rola o Rapel).

A estrutura do sítio é legal, não é tão estruturado como o Recanto das Cachoeiras, mas em compensação a taxa de visitação é metade do preço, então acho válido. Tem piscina, lanchonete, estacionamento e portaria.

Valores:

Taxa de Visitação: R$30

Cachoeira do Escorregador:

A Cachoeira do Escorregador como o próprio nome sugere, tem como principal atrativo a possibilidade de escorregar nela. O parque tem estrutura com lanchonete, quiosque para churrasco, atividade de tirolesa, além de ser também camping e pousada.

Valores:

Taxa de visitação: R$25 adulto | R$11 criança (menores de 5 anos não pagam)

Cachoeira do Martello:

Embora o sítio leve o nome de sua principal cachoeira, a do Martello com 55 metros, ele também oferece a Cachoeira da Primavera com 25 metros. Ambas cachoeiras são acessadas por trilhas em meio a mata, sendo a primeira moderada e a segunda fácil. O sítio tem estrutura com piscina, playground, vestiários e lanchonete. Além de ser mais uma opção de camping.

Valores:

Taxa de visitação: R$25

Cachoeira do Astor: 

O sítio dá acesso a Cachoeira do Ástor com 28 metros (trilha fácil e curta) e da Cachoeira Esperança com 35 metros (trilha média e moderada). Em ambas ocorre a prática do canionismo para quem interessar.

A estrutura do sítio inclui lanchonete, sanitário e estacionamento.

Valores:

Taxa de visitação: R$50

Ecoparque Aventurah!: 

O foco do parque é os esportes de aventura. Os valores são excelentes, mas embora eu não tenha ido, pude notar que essa é uma opção mais voltada para crianças ou adultos que queiram níveis mais leves de aventura. São diversas as opções de atividades e é possível pagar por combos. No parque também é possível visitar a Cachoeira Santa Eulália.

Valores:

Passaporte único (10 atividades): R$90 adulto | R$45 criança, idoso e aniversariante | R$22 acompanhantes

Poção Brotas:

Mais uma boa opção para quem quer fazer várias pequenas atividades em um só pacote, o Poção brotas, mais conhecido como Alaya Centro de Aventura é um parque com diversas opções de atividades. O Day Use deles inclui flutuação no rio Jacaré, tirolesa, praia do poção, trilha, frisbee, slackline e ducheirismo. A estrutura do parque conta com redários, mirantes, playground, quadra de vôlei e campinho de futebol.

Valores:

Arvorismo +  3 tirolesas + Day Use: R$45

Parque dos Saltos:

Localizado bem próximo do centro de Brotas, esse parque é o único gratuito da região. O que não torna ele menos bonito do que os demais. Na verdade ele além de ser ótimo para quem quer economizar, também é para quem quer curtir algumas horas relaxantes. O parque possui algumas trilhas que levam para várias quedas d’águas, mirantes e uma antiga casa de máquinas.

Se você busca cachoeiras para entrar, essa pode não ser uma boa opção.

 

Além dos sítios, parques e cachoeiras, a região de Brotas também possui outros interessantes pontos turísticos como a Represa do Broa, a Represa do Patrimônio, o Museu do Calhambeque, o Museu Bozo D’Água, Museu do Cotidiano, a Feira da Agricultura, o Planetário, entre outros.

 

Turismo de Aventura/Atividades em Brotas

 

Bom, agora que falamos sobre os parques/sítios, bora conferir a diversidades de esportes de aventura que rolam em Brotas. Vou explicar um pouquinho sobre cada atividade para facilitar a sua vida na hora de escolher o que fazer em Brotas. Além disso, no próximo tópico mostro os valores praticados pelas principais agências.

 

Esporte de aventura na água:

 

Rafting

 

Uma publicação compartilhada por Travel Blog – Olhos de Turista (@olhosdeturista) em


Uma verdadeira surpresa para mim, já que eu não esperava muito do rafting e gostei bastante. A atividade é longa (em torno de 2h) e dá para aproveitar bastante. Há alguns momentos de calmaria e outros bem agitados. Isso porque nessa época do ano (inverno) chove pouco na região e a água fica bem calma e rasa. Os monitores falaram que a melhor época do ano é em fevereiro, que a água fica bem violenta e rola uma adrenalina muito maior. Sem dúvidas pretendo voltar para ver! Rafting é o cargo chefe da região de Brotas, com certeza a primeira coisa que você deve incluir na sua lista de o que fazer em Brotas. 

Rafting Noturno

Praticado apenas nas noites de lua cheia, o rafting noturno foi pro topo de esportes de aventura que eu quero fazer. Infelizmente quando eu fui não era lua cheia, então não consegui fazer, porém só de imaginar descer as cachoeiras do rio jacaré (onde é praticado o rafting) com a iluminação da lua, eu já arrepio! Sem ir eu já super recomendo! Rafting

Kayak Duplo/Duck Radical

Parecido com o rafting, o Kayak Duplo ou Duck Radical é praticado no mesmo trajeto que o rafting, a grande diferença é que no primeiro é apenas você e o instrutor que irão desbravar as quedas d’águas. O que torna a experiência muito mais difícil, além de bem mais rápida, já que o Kayak é menor do que o bote.

KR

Essa é uma opção bacana para quem está em um trio fechado e quer permanecer assim para enfrentar o rio Jacaré, já que o bote de KR comporta até 3 pessoas + instrutor. O legal dessa opção é que como o bote é menor, ele vai um pouco mais rápido do que o bote de rafting, que comporta até 7 pessoas.

Bóia-Cross

Confesso que fuii para Brotas com vontade de fazer bóia-cross, mas chegando lá perdi a vontade vendo os vídeos da atividade. Até penso ainda em fazer, mas vou deixar para uma oportunidade em que o rio esteja mais agitado. Acho que deve ser legal pelo fato que acaba sendo só você na boia, mas pelo mesmo fato o Bóia-Cross é praticado em rios mais calmos. Provavelmente é uma boa opção para quem procura atividades mais leves. Lembrando que todas essas atividades aquáticas você sai molhado no final, então se essa não for a sua praia, recomendo pular para as atividades no ar e na terra.

Cachoeirismo

 

O que fazer em Brotas? Recomendo o cachoeirismo na Cachoeira dos Coqueiros no Sítio Sete Quedas em Brotas/SP
Cachoeirismo na Cachoeira dos Coqueiros no Sítio Sete Quedas – Brotas/SP

Nada mais, nada menos do que a prática de rapel quando realizada em cachoeira. Simplesmente o esporte de aventura que eu mais fiquei apaixonada em Brotas. Amei demais fazer cachoeirismo, porém preciso avisar que não é uma atividade que agrada a todos. Se o rapel for negativo (quando seus pés não precisam tocar a parede e te puxam lá de baixo) não há muito esforço ou cuidado, mas se o rapel for positivo (quando seus pés tocam a parede e você precisa descer) fica mais complicadinho e tem gente que acaba travando. Isso não representa um perigo porque é possível fazer o “resgate” da pessoa, mas pode ser uma situação desconfortável. No caso de medo de altura, tanto o positivo, como o negativo podem não ser uma boa idéia.

Canionismo

Parecido com o cachoeirismo, a diferença do canionismo é que rola uma sequência de descidas a serem feitas em mais de uma cachoeira. Seria como uma exploração a pé na mata através da prática do rapel.

 

Esporte de aventura no ar:

 

Tirolesa

 

O que fazer em Brotas - Tirolesa em Brotas
Tirolesa no Sítio Sete Quedas – Brotas/SP

Perfeito para quem tem vontade de sentir a sensação de voar sem ser em queda livre e em velocidade. A tirolesa trata-se de um cabo aéreo ligado por dois ou mais pontos. Nesse cabo você será preso por um equipamento de segurança e basta jogar o corpo e curtir a vista. É uma atividade bem tranquila porque não exige esforço algum da pessoa, se você não tiver medo de altura vai curtir o voo sossegado. 🙂

Arvorismo

 

O que fazer em Brotas? Arvorismo em Brotas
Arvorismo Sítio Sete Quedas – Brotas/SP

Outra atividade bacana para quem não tem medo de altura e quer fazer algo tranquilo é o arvorismo. Nele você caminha por algumas plataformas suspensas na altura das árvores, cada uma com algum tipo de obstáculo diferente, até chegar no final. A segurança é feita com o mesmo equipamento utilizado na tirolesa e no rapel e o praticante fica preso por um cabo de aço ao longo do circuito.

 

esporte de aventura na terra:

 

Quadriciclo

Essa é um dos esportes que mais gostei de já ter feito na vida, porém acabei não fazendo em Brotas por achar o valor superfaturado. Quadriciclo é um esporte de aventura incrível para quem gosta de sentir velocidade e sentir a emoção de dirigir em uma pista de barro desnivelada. OBS: Alguns lugares é necessária habilitação para dirigir o quadriciclo.

Paintball

Essa é uma boa opção de atividade em grupo, quanto mais pessoas, melhor. O paintball simula um campo de batalha em que cada participante tem uma “arma” carregada com bolinhas de tinta colorida. Assim, conforme a pessoa é acertada, ela morre no jogo. Quem sobrar no final é vitorioso, podendo ser individual ou em time.

Cavalgada

 

Cavalo feliz, solto e recebendo carinho no Sítio Sete Quedas em Brotas/SP
Cavalo solto e feliz no Sítio Sete Quedas – Brotas/SP

Embora essa seja uma das opções de turismo em Brotas, para quem já viu meu post sobre ser um viajante ecológico, sabe que hoje em dia eu sou contra esse tipo de atividade com animais. Eu não sou a favor desse “lance” de montar os coitadinhos e se olharmos para a história, esses bichinhos já sofreram demais nas nossas mãos, concordam? Ao invés disso que tal um carinho neles? Esse aí da foto estava soltinho e feliz lá no Sítio Sete Quedas e olha como ele estava curtindo o carinho! 🙂

 

Principais agências em Brotas

 

A primeira coisa que fiz quando cheguei em Brotas foi pesquisar os valores nas atividades, visto que eu já sabia que lá não é um destino barato. Não é muito difícil fazer uma pesquisa como essa já que a maioria das agências estão concentradas na mesma rua, a Avenida Mario Pinotti.

Antes de viajar eu fiz algumas pesquisas na internet para decidir o que fazer em Brotas e vi várias recomendações sobre a agência Território Selvagem, mas não consegui achar indicações sobre as agências mais acessíveis de acordo com cada esporte, por isso resolvi reconhecer o máximo de informações que pude sobre valores para compartilhar com vocês. Então lá vai:

H20Men:

Deixei a H2OMen em primeiro porque é agência que achei mais acessível de todas e achei legal porque ela é bem família. O próprio dono da agência que faz o circuito de arvorismo e ele explica várias e conta várias coisas. O único problema dela é que ela só tem dois esportes de aventura: Arvorismo e Rafting. Ambos esportes são realizadas no Sítio Sete Quedas.

Eles também oferecem atividades de outras empresas, ganhando comissão (que geralmente não altera o preço final para o usuário) e têm uma Pousada/Camping (Camping Jacaré).

Valores:

Rafting:R$110

Arborismo (12 obstáculos/2 tirolesas/1 rapel + entrada no parque): R$95

Chorando conseguimos fechar o pacote dos dois por R$170

Território Selvagem: 

Como eu disse, a mais conhecida e elogiada de todas, a Território Selvagem também é bastante reconhecida no mercado, possuindo vários selos de excelência.

Eles também têm pousada (Villa do Conde) e no site oferecem pacotes com esporte de aventura e hospedagem.

Valores:

Rafting Diurno: R$129,00

Rafting Noturno: R$150

Mini-Rafting: R$79

Duck Radical: R$150

Bote Elite (KR): R$150

Voo do Tarzan (Tirolesa 1800 metros de comprimento e 120 metros de altura): R$115

Voo do Superman (Tirolesa 1900 metros de comprimento e 150 de altura): R$145

Canionismo Jacaré (3 cachoeiras de 6m/25m/40m): R$149

Canionismo Cassorova (2 cachoeiras de 47m/60m): R$195

Quadriciclo: R$339

(Valores de venda no balcão)

Eles trabalham com descontos progressivos, que fechando 1 atividade tem 10% de desconto, fechando 2 tem 20% e 3 tem 30%. Esse desconto não é aplicado no valor total, apenas em uma atividade.

EcoAção:

Essa agência também tem alguns selos de qualidade, além de se auto denominar especialista em rafting. A EcoAção tem perfil de trabalhar com pacotes e alguns deles são bem atrativos. Se os pacotes não forem interessantes para você, eles também fazem a mesma promoção de desconto progressivo da Território Selvagem.

Valores:

Bóia Cross: R$70

Cachoerismo (47metros): R$98

Canionismo (2 cachoeiras de 22m/47m): R$165

Voo no Vale (Tirolesa individual sentado): R$98

Voo Canguru (Tirolesa com filho no colo): R$98

Voo Duplo (Tirolesa em dupla sentado): R$98

Supervoo (Tirolesa individual deitado): R$108

Voo Noturno (Tirolesa a noite): R$108

Queda Livre (60 metros): R$98

Rapel duplo (25 metros): R$68

Quadriciclo (meia hora): R$75

Quadriciclo (com visita em cachoeira): duas pessoas até 140kg R$295, duas pessoas até 180kg R$340

KR: R$195

Arvomix (arvorismo, escalada, rapel, tirolesa, caiaque, aquaball, passeio de pônei, arco e flecha, stand up, banana boat): R$90/R$45 meia entrada

Alaya:

O grande atrativo dessa agência é o “Rafting Campeão”. Nele você pratica o rafting com a equipe tetracampeã mundial de rafting, o que torna a aventura mais ágil e veloz. Eles também tem a própria estrutura, o Poção Brotas, onde rolam algumas das atividades.

Valores:

Rafting com tirolesa: R$138

Rafting Noturno: R$158

Rafting Campeão: R$168

Mini Rafting:  R$70

Bóia Cross: R$70

Kayak: R$138

Canionismo (Sítio três quedas): R$189

Águas Radicais:

Essa foi a primeira agência que fui e gostei bastante do atendimento deles. Além disso a atendente nos ofereceu as fotos do rafting sem custo porque minhas amigas estavam fazendo aniversário. Outro detalhe é que em época de férias de Julho eles trabalham com valores inferiores aos que informo a baixo. Outra coisa que amei é o mapinha deles, o mais legal e completo que achei. 🙂

Valores:

Rafting: R$120

Rafting Noturno: R$160

Mini Rafting: R$80

Bóia Cross: R$80

Canionismo (Sítio três quedas): R$165

Arvorismo: R$90

 

Essas foram as agências que eu pesquisei, mas de acordo Prefeitura Municipal de Brotas, ainda há as seguintes agências: VivaBrotas, Aventurah!, BR Tour, Brotas Aventura, Brotas Cânion, Brotas Pedal, Cachoeiras de Brotas, Espaço Viagem, Gaia Expedições, LH Viagens, Ponto de Partida, Quadricompany e Vaca Náutica

 

O que fazer em Brotas a noite?

 

Acabei saindo só uma noite em Brotas, porque ficamos bem cansadas na noite seguinte. Quando eu estive lá rolou um evento de forró e sertanejo que gostei bastante. A dica para isso é ficar ligado em panfletos nas mesas das próprias agências de turismo ou simplesmente perguntar para os atendentes se acontecerá algum evento. Muitas vezes eles mesmo vendem os convites. A festa que eu fui custou R$20 e os preços praticados lá eram bem acessíveis.

Além disso, há dois lugares super bem falados que são ótimas opções para dedicir o que fazer em Brotas a noite. 

Casa da Cachaça Brotas:  Considerada um ponto turístico de Brotas, a Casa da Cachaça Brotas é conhecida por suas deliciosas cachaças e degustações. Parada obrigatória para os amantes de cachaça e para quem busca o que fazer em Brotas a noite. Na verdade ela é um passeio mais o finalzinho da tarde, por fechar às 18h. Como a maioria das atividades acabam antes desse horário, é uma boa pedida sair para conhecer a Casa da Cachaça e já emendar com o passeio da noite. 

Cine São José:  Isso mesmo cinéfilos de plantão, Brotas tem cinema. Além da sala de cinema, o espaço conta com cafeteria e choperia. Já rolou até show do cantor sertanejo Daniel uma vez lá e ele mesmo já mandou restaurar o local. Para quem não sabe o Daniel foi nascido e criado em Brotas. 🙂

 

Onde comer em Brotas?

 

Agora que você já sabe o que fazer em Brotas, bora conferir onde comer!
Durante o dia é comum as pessoas comerem no parque/sítio em que está já que as atividades podem durar um dia todo. Geralmente esses lugares não são muito baratos, mas no meu caso sempre acabo comendo bem no café da manhã e levando lanche pra comer durante o dia. Seja qual for sua escolha, há várias opções na cidade para o jantar, vou citar algumas das mais famosinhas:

Restaurante Brotas Bar: Por falar em Daniel, o Restaurante Brotas Bar é do pai de Daniel, José Sebastião Camillo. O  Restaurante é super bonito e os preços não são exorbitantes.

Vila del Capo: Esse bem falado restaurante está localizado entre Brotas e São Pedro. Falam que o ambiente é bastante aconchegante e ainda possui um antiquário, com todos os objetos expostos à venda.

Praçinha da Igreja: Para quem quer economizar, essa é uma ótima opção, com lanches a partir de R$10.

 

O que levar na mala para Brotas?

 

Ler sobre o que fazer em Brotas pode não ser o bastante, já que para curtir a cidade é necessário alguns cuidados extras na hora de fazer a mala. Por isso não deixe de levar esses itens:

  • 1 tênis para as atividades que possa molhar;
  • 1 tênis extra para as atividades ou passeios que não poderá ser molhado;
  • Várias meias;
  • Várias calças/shorts esportivas ou poucas mais que sequem rápido;
  • Roupas de banho;
  • Capa a prova d’água para o celular;
  • Elástico de cabelo;
  • Protetor solar;
  • Repelente.

Veja também outras dicas sobre o que levar na mala de viagem. 

 

Onde se hospedar em Brotas?

 

Eu me hospedei no Charm Hostel e gostei bastante. Fui pra Brotas com mais duas amigas e acabamos ficando sozinhas em um quarto para 4 pessoas. O hostel é novo e a dona é novinha e super simpática. O que mais gostei nele é que em cada cama tem uma tomada, mesmo as camas de cima do beliche. =)

Separei algumas das hospedagens que são bem faladas por lá.


Hostel em Brotas:

Charm Hostel: Diárias com café da manhã a partir de R$60

Brotas Hostel: Diárias com café da manhã a partir de R$60

Camping em Brotas:

Camping e Lazer Jacaré Pousada: Diárias para 8 pessoas em quarto famíla a partir de R$520

Pousada em Brotas:

Pousada Villa do Conde: Diárias para dois com café da manhã a partir de R$270

Pousada Pé na Terra: Diárias com café da manhã a partir de R$99

Pousada Recanto da Vó Ziza: Diárias com café da manhã a partir de R$85

Chalé em Brotas:

Villa dos Ipes: Diárias com café da manhã a partir de R$165

Hotel em Brotas:

Hotel Pousada Natural: Diárias com café da manhã a partir de R$135

Hotel Mosteiro:  Diárias para dois com café da manhã a partir de R$198

 

*** Os valores informados neste artigo podem sofrer alterações a qualquer instante, para ter certeza dos preços atuais acesse os sites das empresas envolvidas. Utilize as informações como base comparativa. ***

E aí viajantes, curtiram esse guia da capital do turismo de aventura? Espero que eu tenha ajudado a desvendar o mistério sobre o que fazer em Brotas! Que tal deixar esse guia guardadinho salvando a imagem abaixo no seu painel de lugares para conhecer do Pinterest?

Encontre nesse guia da Capital do Turismo de Aventura diversas informações que te ajudarão a definir o que fazer em Brotas. Confira valores, passeios, opções de esportes de aventura, hospedagem e mais!

VAI VIAJAR? AJUDE A MANTER O BLOG RESERVANDO COM NOSSOS LINKS!

Para ajudar basta fazer as suas reservas utilizando os links abaixo. Assim o blog ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

 Booking.com: Reserve sua Hospedagem em qualquer lugar do mundo
 AirBnB: Ganhe R$100 de crédito na sua primeira hospedagem
    RentCars: Alugue Carro e viaje com mais liberdade
   TicketBar: Compre online ingressos para as atrações e evite filas
Aproveita também para dar aquela força e acompanhar os Olhos de Turista nas Redes Sociais:
 

Olá, meu nome é Luiza Cardoso! Sou a blogueira e idealizadora do Olhos de Turista. Amo viajar pelo mundo e levar minha vida nesse estilo libertador! Ter olhos de turista para mim é observar e admirar todos os cantinhos do planeta, desde o trajeto de casa até a volta ao mundo! :D

Comente esse post!

Comentários (18)

  1. Que lugares lindos, Luiza. Nós moramos por bastante tempo em Campinas, “perto” de Campos, mas acabei não conhecendo Brotas. Muito bom post.

  2. Brotas é maravilhosa! A família toda se divertiu demais! queremos voltar algum dia! Adorei saber no seu post quanta atividade legal tem por lá desde que eu fui. Cresceu muito o turismo de aventura por lá!

  3. Luiza, que super dicas, parabéns pelo post – mas fiquei cansada só de ver tanta ação e quando ia falar sobre o que fazer à noite eu pensei ‘não é possível’! ahaha

    1. Hahaha! Pois é! Eu fiquei perdida lá por causa disso, queria ter achado um post assim e ter ido mais situada da quantidade de opções… Fiquei toda doida lá! rsss

  4. Brotas é realmente repleta de atrações de aventura e atividades de contato com a natureza. Pretendo voltar com mais tempo e aproveitar ainda mais esse lugar. Bjs

  5. Caramba, vc fez tanta coisa nesses três dias que a seguir deve ter precisado de uns dias para descansar de tanta emoção. Nunca tinha ouvido falar de Brotas, apesar de ter morado um ano no Brasil. Achei o lugar lindo, com todas essas cachoeiras.

  6. Caraaa! Que lugar fantástico! Eu sou apaixonado por natureza e estou sempre atrás de lugares assim. Confesso que não conhecia Brotas, mas já está na minha lista!