na ponte em Budapeste Hungria

Inspire-se

9 coisas que viajar pelo mundo nos ensina

Se viajar esporadicamente já é uma delícia, imagine como é viajar pelo mundo. Ficar na estrada por um tempo longo e conhecer diversos cantos é uma experiência, além de prazerosa, enriquecedora.

Viajar traz conhecimento sobre a cultura e história dos lugares que passamos, mas também é uma excelente forma de evoluirmos. Acabamos aprendendo muito sobre a vida quando mudamos de cenário e nos deparamos com adversidades.

Quanto mais longa for a viagem, mais aprendemos. Com o tempo enfrentaremos os desafios que já apareceram antes de maneira mais fácil, porque passamos a compreender como sair deles. Então, quando novos desafios surgem, a pressão de resolvê-los cairá porque ficamos anestesiados do “desespero”.

Curso de fotografia online completo

Como diz um provérbio chinês “Aquele que retorna de uma viagem, não é o mesmo que partiu.”. Para provar isso, separei 9 coisas que viajar pelo mundo nos ensina.

1- Ver o mundo com os próprios olhos

Vendo a vista em Mykonos na Grécia
Mykonos – Grécia

Quando a gente viaja pelo mundo por nossa conta, percebemos como as pessoas acreditam em mitos sobre outras culturas. Como diria Mark Twain, “Viajar é fatal para o preconceito, a intolerância e as ideias limitadas”.

A verdade é que nossa impressão sobre algum lugar ou povo certamente mudará quando conhecermos.

Quando eu tinha uns 16 anos colei na minha descrição do Orkut uma frase de Amyr Klink que mexeu muito comigo na época. Ela explica bastante sobre como só conseguimos compreender um lugar quando vamos até ele.

“Um homem precisa viajar por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.

2- Desenvolver o autoconhecimento

Viajar pelo mundo e refletir com o pôr do Sol
Vista de pôr do Sol

Quando viajamos, principalmente nas viagens solitárias, acabamos nos conectamos com nosso eu interior. O que vemos, o que sentimos nos faz refletir sobre a vida, sobre o mundo e sobre as pessoas.

A sensação de conhecer um local nunca é igual nas pessoas, porque nós acabamos absorvendo tudo com um pouco da nossa personalidade. Está aí a mágica que é viajar.

“As viagens são os viajantes. O que vemos não é o que vemos, senão o que somos.”

(Fernando Pessoa)

3- Viajar pelo mundo traz amadurecimento

Cortina de Ferro em Budapeste na Hungria
Monumento à queda da Cortina de Ferro em Budapeste – Hungria

Ao viajar pelo mundo acabamos tendo que enfrentar alguns infortúnios de vez em quando. Perder o voo/ônibus, não conseguir local para dormir, perder dinheiro, ser assaltado, ser enganado, entre outras coisas.

Às vezes temos que encarar a realidade das dificuldades de algum povo, a fome, a miséria, o sofrimento.

Em outras circunstâncias nos deparamos com uma situação política ou cultural que não concordamos.

Mesmo as influências boas de uma determinada cultura nos faz refletir.

O que tudo isso tem em comum é fazer-nos aprender com as experiências boas e ruins. Amadurecer cada vez mais com as circunstâncias que passamos.

Viajar pelo mundo nos coloca em situações que somos levamos a refletir e muitas vezes obrigados a resolver e superar. Não tomar uma atitude não é uma opção para quem tem que seguir em frente e não podemos parar.  

Esses fatores nos ensinam profundamente e forçam a um amadurecimento.

4- Ter jogo de cintura

Viajar pelo mundo em um dia chuvoso. Rope Bridge na Irlanda do Norte
Um passeio chuvoso na Rope Bridge – Irlanda do Norte

Umas das coisas que mais chocam os viajantes de longo prazo é a mudança constante de hábitos. Diferente de casa, não conseguimos estabelecer uma rotina diária. Tudo muda o tempo todo. Os lugares são muito diferentes uns dos outros: o clima, a comida, as regras, o transporte, as pessoas…

Viajar pelo mundo nos ensina a nos adaptarmos às mudanças. Com o tempo percebemos  como a vida melhora quando aprendemos a sobreviver em diferentes cenários.

5- Desapegar do que não é necessário

Árvores no Jardim Botânico da cidade do Rio de Janeiro
Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Brasil.

Essa é uma das primeiras lições que aprendemos quando vamos viajar pelo mundo. Já quando fazemos nosso mochilão somos obrigados a desapegar. Embora a viagem seja longa, não dá para levar tudo que queremos na mala. Por isso somos obrigados a escolher apenas o necessário.

Na viagem percebemos que algumas coisas não eram tão necessárias e acabamos largando-as para a mochila ficar mais leve.

Essa experiência nos faz perceber que não precisamos de muito para sermos felizes.

6- Viajar pelo mundo nos faz dar valor para as coisas simples

Joaninha
Joaninha em Bratislava – Eslováquia.

Após chegar na conclusão do item anterior, passamos a dar mais valor para as coisas simples. Percebemos que elas sim são significativas.

Ao viajar pelo mundo nossos olhos vão aperfeiçoando cada vez mais o ato de observar. Passamos a notar melhor as belezas, simplicidades e detalhes daquilo que vemos e com isso damos mais valor.

7- Ajudar e ser ajudado

Segurando o guarda chuva na garoa
Chamonix Mont Blanc – França

Nossa percepção do mundo é extremamente influenciada pelas mídias. Ao acompanhar as notícias, criamos uma impressão negativa sobre o mundo e as pessoas que aqui vivem. Infelizmente isso ocorre porque as notícias ruins são muito mais divulgadas do que as boas.

Felizmente viajar pelo mundo pode mudar completamente essa percepção. Em nossa jornada, acabamos nos deparando muito mais com pessoas boas do que ruins.

A maioria dos viajantes relatam histórias de serem amparados, bem recebidos, socorridos e bem tratados.

São nessas experiências boas que melhor aprendermos a retribuir para o mundo aquilo que recebemos.

Quando passamos por situações difíceis e pessoas que nem nos conhecem nos ajudam, elas nos inspiram a fazer o mesmo. Isso vira um ciclo, porque quando alguém precisar ofereceremos com prazer a mesma ajuda que algum dia nos concederam.

Esse é o famoso “mais amor por favor!” que o mundo precisa.

8- Encarar os medos

Salto duplo em Boituva
Pulando de paraquedas em Boituva.

Ter medo é completamente normal, afinal todos nós sentimos.

Algumas pessoas não gostam de enfrentar seus medos e acabam fazendo deles empecilhos para atingir seus sonhos.

Já para outras o medo é apenas uma barreira a ser ultrapassada, porque o incentivo de alcançar o sonho é maior.

Pensar em viajar pelo mundo é com certeza uma coisa que desperta um conjunto de medos nas pessoas. Medo de avião, de se perder, medo de não conseguir se comunicar e de ficar longe da família são comuns.

Enfrentar esses medos significa ir mais longe, alcançar nossos objetivos e nos transformarmos em pessoas mais confiantes.

9- Transformar os sonhos em realidade

Castelo da Disneyland Paris na França
Na Disneyland Paris – França.

Tem vontade de conhecer uma infinidade de lugares? Não passe vontade, faça acontecer! Quem escreve nossa história somos nós mesmos.

Depois de viajar pelo mundo nós nos perguntamos porque não fizemos isso antes.

Aprendemos na prática algo que sabemos antes mesmo de partir: precisamos lutar pelos nossos sonhos.

 

 

VAI VIAJAR? AJUDE A MANTER O BLOG RESERVANDO COM NOSSOS LINKS!

Para ajudar o blog basta fazer as suas reservas utilizando os links abaixo. Assim o blog ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

 Reserve sua Hospedagem em qualquer lugar do mundo
 Ganhe R$100 de crédito na sua primeira hospedagem no Airbnb
    Alugue Carro e viaje com mais liberdade
   Compre online ingressos para as atrações e evite filas

Aproveita também para dar aquela força e acompanhar os Olhos de Turista nas Redes Sociais:
 

Olá, meu nome é Luiza Cardoso! Sou a blogueira e idealizadora do Olhos de Turista. Amo viajar pelo mundo e levar minha vida nesse estilo libertador! Ter olhos de turista para mim é observar e admirar todos os cantinhos do planeta, desde o trajeto de casa até a volta ao mundo! :D