Janela do Céu em Ibitipoca

Explore

Ibitipoca: o paraíso mineiro de águas vermelhas

Minas Gerais vive me surpreendendo com um destino mais lindo que o outro, fica até difícil escolher o melhor. Eu já falei aqui os 7 motivos para você viajar para Capitólio em Minas Gerais e agora vou compartilhar, tudo que você precisa saber sobre outro paraíso de Minas Gerais: Ibitipoca!

Ibiti o que?

Se você pensa que é só nome desse paraíso que é diferentão, dá uma olhadinha na cor da água desse lugar!

Curso de fotografia online completo

Lindo né? Mas essa não é a única razão desta ser uma viagem de cair o queixo. Ir para Ibitipoca trás uma mistura de sensações e sentimentos: encanto, contato extremo com a natureza, superação das longaaaaaas caminhadas, renovação, paz, e claro, uma deliciosa recarga de energia.

Mais uma coisinha para pirar a mulherada: um passarinho que trabalha no parque me contou que o minério da água faz bem para os cabelos. Da minha parte posso dizer que comprovei. 🙂

Águas vermelhas de Ibitipoca
Lago dos Espelhos

 

São tantas as belezas naturais ao longo do percurso que encantar-se não fica apenas por conta dos pontos de visitação.

Eu passei 3 dias nesse paraíso, o que é suficiente, já que o Parque Estadual de Ibitipoca tem 3 circuitos de cachoeiras e você pode fazer um por dia. Os circuitos são: Roteiro das Águas, Roteiro da Janela do Céu e Roteiro Pico do Pião. Eu só fiz os 2 primeiros porque optei deixar o terceiro dia para ficar mais tempo em algumas cachoeiras do Circuito das Águas que para mim é o mais lindo. Por causa disso recomendo passarem 4 dias em Ibitipoca para completarem os 3 circuitos no quarto dia.

 

Parque Estadual do Ibitipoca

 

O Parque Estadual do Ibitipoca está apenas a 3 km da cidade do Ibitipoca. Há vans que cobram R$5 ida e R$5 na volta, que nos deixam e buscam na portaria do parque. Se for de carro, há poucas vagas então é necessário chegar cedo. O bom de ir de carro é que você poupará 1km de ida e mais 1km de volta até o centro de visitantes (onde fica o estacionamento). Acreditem, esses 2km podem fazer a diferença para encarar depois a trilha, porque além de ter umas subidas chatinhas tanto na ida como na volta, é um caminho meio perdido por ser na rua e não em trilha.

O ingresso para o parque é de R$20 que deverá ser pago em dinheiro na portaria.

Chegue cedo porque o parque tem limite de pessoas para a visitação.

 

Circuitos de cachoeiras do Parque Estadual do Ibitipoca

 

Agora chegou a melhor parte, as maravilhosas trilhas de Ibitipoca. Não é necessário guia para fazê-las porque elas são auto-guiadas. O trajeto todo é bem preservado e cheio de placas. Você só precisará de disposição e olhos bem atentos para observar tantas belezas. Os circuitos de Ibitipoca passam por diversas cachoeiras, lagos, cânions, grutas, mirantes, flores, vegetações… Ufa!

Minha sugestão é apenas que você vá preparado tendo conhecimento das distâncias e dificuldades dos circuitos. Vou explicar melhor sobre cada um daqui a pouquinho.

Outra dica importante é pegar o mapa do parque no centro de visitantes. Ele é bem parecido com esse abaixo. Assim, dá para entender melhor os trajetos dos 3 circuitos.

Mapa Ilustrativo do Parque Estadual do Ibitipoca
Mapa retirado do site Rê vivendo por aí.

Circuito das Águas

 

O Circuito das Águas na minha opinião é o mais legal de Ibitipoca. Como eu amo nadar sou suspeita para falar, pois ele é o que mais tem cachoeiras e lagos.

As cachoeiras são sensacionais e dá para curtir bastante porque nenhuma delas é em mata fechada, ou seja, bate bastante sol.

A trilha é encantadora porque conforme vamos subindo e descendo (sim, tem bastante subida) podemos ver as cachoeiras do alto.

Embora a trilha exige um pouco de resistência por causa das subidas, ela acaba sendo a mais tranquila das 3 pois o trajeto ida e volta é de 5km.

Se lendo você já está louco para conhecer Ibitipoca, se liga na beleza que é o Circuito das Águas:

 

  • Gruta dos Coelhos

 

Desvendando a Gruta dos Coelhos em Ibitipoca
Gruta dos Coelhos.

 

A Gruta dos Coelhos fica logo no começo da trilha e foi uma benção para a gente. Além de ser super charmosa, ela caiu como luva porque no começo da trilha o tempo tava fechado e gruta é uma ótima pedida para tempos ruins.

 

  • Prainha

 

A Prainha é o primeiro lago do Circuito das Águas. Apesar de não ser o mais surpreendente, ele acaba sendo uma surpresa por ser o primeiro contato com as águas vermelhas.

 

  • Rio do Salto

Rio de Salto no Circuito das Águas em Ibitipoca
Rio de Salto

 

O Rio de Salto não é ideal para mergulho mas é bem bonito para contemplar.

 

  • Lago Negro

Pro dia nascer feliz aqui! Mergulho no lago negro aqui em Ibitipoca! ✌#olhosdeturista #ibitipoca

Uma publicação compartilhada por Olhe em volta. Surpreenda-se! (@olhosdeturista) em

 

O Lago Negro leva esse nome porque embora ele também tenha a água em tom avermelhado, ele é tão profundo que mais parece negro. É uma cor parecida com a de cervejas Dunkel.

 

  • Lago dos Espelhos

 

As pessoas não fazem as viagens, as viagens é que fazem as pessoas! 🌸 #JohnSteinbeck #olhosdeturista #ibitipoca

Uma publicação compartilhada por Olhe em volta. Surpreenda-se! (@olhosdeturista) em

 

O tempo abriu quando chegamos no Lago dos Espelhos. Foi maravilhoso finalmente ver aquela água vermelha.

O lago é como uma praia, vai ficando mais fundo conforme você anda. Então ele é ótimo, tanto para quem não sabe nadar, como para quem sabe, havendo partes rasas e profundas.

 

  • Ponte de Pedra

Ponte de Pedras no Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca
Ponte de Pedras

 

A Ponte de Pedra é uma das partes mais incríveis da trilha. Ela realmente parece uma ponte  de pedra que sobe até o alto e depois desce e em um determinado ponto da parte de baixo tem um vão.

 

  • Cachoeira dos Macacos

 

A cachoeira dos macacos é linda demais! Ela faz parte do circuito das águas, que é o mais cheio de cachoeiras! 😊#olhosdeturista #ibitipoca

Uma publicação compartilhada por Olhe em volta. Surpreenda-se! (@olhosdeturista) em

 

Essa é a cachoeira que eu mais gostei do Circuito das Águas. Inclusive foi nela e no Lago das Miragens que voltei no terceiro dia.

A Cachoeira dos Macacos tem bastante espaço para nadar e é bem aberta.

 

  • Lago das Miragens

 

Rolou até uma hidro particular no lago das miragens! 😏 Isso que é vida, né? 💛 #olhosdeturista #ibitipoca #lagodasmiragens

Uma publicação compartilhada por Olhe em volta. Surpreenda-se! (@olhosdeturista) em

O Lago das Miragens me lembrou demais Capitólio. Afinal, os cânions são marcas registradas de lá e se liga nesse cânion!

Sinceramente, sem palavras para a beleza desse lugar.  

 

Circuito da Janela do Céu

 

Antes de mais nada preciso colocar um trecho de uma música que eu adoro e que representa muito o que é fazer o Circuito da Janela do Céu:
“Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu

É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu”

Embora a Janela do Céu seja a protagonista desse Circuito e dos pontos de visitação de Ibitipoca, para mim ela tem um sentido mais simbólico.

Sim, ela é maravilhosa, a vista é fantástica, a foto fica incrível (ainda bem, já que tem fila para tirar essa foto), mas preciosa mesmo é a caminhada até lá. São 16km de ida e volta e muitaaaa subida. Para alguns mais preparados pode ser apenas uma caminhada mais puxada, porém para outros é uma grande superação.

Ao longa da trilha não há muitos pontos de visitação. A grande maioria é gruta o que não ajuda muito no descanso, já que não dá para nadar e nem sentar. Para falar a verdade normalmente só estende mais ainda a caminhada, pois as grutas sempre desviam um pouco da rota. Motivo que não passamos por duas delas.

 

  • Cruzeiro

 

O Cruzeiro é o primeiro ponto de parada da trilha, dizem que a vista é incrível, mas como chegamos no parque bem cedo o céu ainda estava com o tempo fechado. O que diga-se de passagem foi ótimo porque não passamos calor na ida da trilha.

Fora isso foi tranquilo não ver porque tem bastante outros pontos com vistas incríveis no Circuito da Janela do Céu. Alias, todos os circuitos de Ibitipoca tem vistas maravilhosas.

 

  • Gruta da Cruz

 

Gruta da Cruz no Circuito das Águas em Ibitipoca
Gruta da Cruz

 

O desvio para essa gruta era de apenas 180 metros ida e volta, então claro que fomos conferir.

Adorei essa gruta porque ela parece um circuito de gincana infantil, sabe?

Você entra nela e se sente em uma caverna que tem lá no alto uma abertura. Ai você sobe uma escada de madeira e olha essa cena lá do alto. Então você sobe outra escada e vai parar em uma parte bem estreita, tipo uma caverna e passa por ela meio agachado. Saindo de lá, você está em outro espaço que tem uma abertura em cima. Depois sobe de novo outra escada. Então finalmente você vai saindo de lá em uma trilha bem estreita desviando de pequenas árvores e arbustos.

Achei ela bem peculiar.

 

  • Pico do Ibitipoca (Lombada)

 

À caminho da Janela do Céu no Pico Ibitipoca Lombada
Pico Ibitipoca (Lombada)

 

O Pico do Ibitipoca (Lombada) é a altitude maior da trilha com 1784 metros. Algumas pessoas pensam que a Janela do Céu é o ponto mais alto do circuito, mas o mais alto é esse.

Além da vista linda é um alívio chegar lá, porque depois é só descida. Chegando lá é porque você subiu 4,5km e agora precisa descer 2,8km e o inverso para voltar para a portaria. =)

 

  • Gruta dos Três Arcos

 

Gruta dos Três Arcos no Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca
Gruta dos Três Arcos

 

Chegando em determinado ponto da trilha, bem próximo da Janela do Céu nos deparamos com placas para 3 grutas.

Nesse altura, embora ainda fosse 10h30 tinha bastante gente voltando e reclamando que a Janela do Céu estava cheia. Então perguntamos quais das 3 grutas era a melhor e escolhemos fazer apenas uma delas para chegar logo na Janela do Céu.

Falaram que a mais legal era a gruta dos Três Arcos. Ela realmente é bem legal e enorme. O nome dela é porque ela tem 3 entradas diferentes e cada uma parece um arco. O mais legal é que se você tiver com uma lanterna dá para se aventurar bastante dentro dela.

 

  • Gruta dos Fugitivos e Gruta dos Moreiras

 

Uma à direita e outra à esquerda e a Janela do Céu à frente. Não seguramos nossa ansiedade e seguimos adiante loucos para matar o calor na água doce.

 

  • Janela do Céu

 

Janela do céu por um ângulo diferente! ✌🍃 #olhosdeturista #ibitipoca #janeladoceu

Uma publicação compartilhada por Olhe em volta. Surpreenda-se! (@olhosdeturista) em

 

Finalmente chegamos a essa maravilha de Ibitipoca. Não é atoa que a Janela do Céu tem esse nome, ela realmente forma uma moldura para a fantástica vista de lá.

A sensação de sentar quase na beiradinha da queda e ainda assim se sentir seguro, é muito boa. Fora que na foto parece realmente que sentamos bem na beiradinha né? Esse é o segredo que ninguém compartilha mas que acho justo dizer. Só não se engane tanto, pois um tempo atrás uma menina que abusou dá sorte, caiu lá de cima. Graças a Deus ela sofreu apenas algumas fraturas

Além da linda moldura pro céu, lá também tem um pequeno laguinho de frente, uma pequena queda d’água mais a frente e pouco a cima um laguinho estreito entre duas paredes baixas de pedra.

Uma dica importante é chegar bem cedo, até mais do que eu cheguei para não pegar lá lotado. Acredito que chegando umas 9h30 dá para curtir bem.

 

  • Cachoeirinha

 

Cachoeirinha no Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca
Cachoeirinha

 

Esse pode até não ser um dos pontos mais famosos de Ibitipoca, mas deveria. Essa cachoeira é maravilhosa!

A queda d’água dela é super alta mas não tão cheia para a altura dela. É renovador banhar-se nela. =D

 

Circuito Pico do Pião

 

Como eu expliquei lá em cima, acabei não fazendo o Circuito do Pico do Pião porque como ele não tem nenhuma cachoeira e lago, preferi curtir o dia das cachoeiras do Circuito das Águas.

Por isso sugiro que você faça essa trilha no último dia da viagem. Assim se você tiver cansado ou quiser curtir um dia “de boa” nas cachoeiras, não vai deixar de fazer nenhum dos 2 principais circuitos de Ibitipoca.

Esse circuito tem 11km de ida e de volta. São 4 os pontos de visitação dessa trilha: Gruta dos Monjolinhos, Pico do Pião, Gruta do Pião e Gruta dos Viajantes.

A gruta dos Viajantes é considerada a mais bonita das grutas do Parque Estadual do Ibitipoca.

 

A cidade de Ibitipoca

 

A noite em Ibitipoca

 

Não tem como falar de Ibitipoca sem falar do encanto que é a cidade.

Apesar de ser bem pequena ela é movimentada e a noite dela é muito boa e divertida.

O bar do Firma é o mais conhecido da vila, porém ele é um pouco mais distante da vila e se você não estiver de carro, o táxi fica R$10 ida e R$10 volta e lá tem que pagar mais R$10 para entrar. Em contrapartida o dono estabeleceu que você pode pagar o preço que achar justo na cerveja.

Nós não fomos no bar do Firma, mas fomos em um bar maravilhoso com música ao vivo. Conhecido como Shopping de Ibitipoca, de noite ele vira um bar grande e aberto. Fica melhor ainda depois da meia noite quando abre uma A Gruta, uma baladinha que fica embaixo do bar. A baladinha é muito legal, espaçosa e toca de tudo! Menos música eletrônica. Haha!

Fora esse bar a cidade está cheia de outros barzinhos com cervejas artesanais e com uma variedade incrível de cachaças.

Fiquei encantada com a noitada da cidade! Nos divertimos muito e é realmente impressionante uma vila tão pequena ser agitada desse jeito.

 

Especiarias de Ibitipoca

 

Uma das coisas típicas da cidade que não pode ficar de fora da sua lista é o pão com canela mineiro. São 3 tipos: o tradicional só de pão e canela; o pão, canela e maçã e o pão, canela e banana. Todos os comércios vendem e o preço médio é de R$10 em um pão de uns 30 cm. Eu não comi porque canela não é comigo. Mas para quem gosta acho que vale a pena.

Outra coisa que não pode faltar em uma boa cidade mineira são as cachaças e as e Ibitipoca têm umas variedade incrível. Elas custam de R$30 a R$40 uma garrafa de 700 ml. Nesse caso até eu que não gosto de cachaça, adorei. Tem uns sabores muito bons, recomendo de café e milho. =D

A cidade também tem duas marcas de cervejas artesanais locais: AIbit Beer e Ibitipoca. A primeira até tem um bar com esse nome.

 

Acho que deu para perceber como voltei apaixonada por esse lugar não é mesmo? Ibitipoca é o tipo de lugar que você vai uma vez mas já saí de lá pensando em voltar.

Se você ainda não foi, não espera muito não, só vai! =D

VAI VIAJAR? AJUDE A MANTER O BLOG RESERVANDO COM NOSSOS LINKS!

Para ajudar o blog basta fazer as suas reservas utilizando os links abaixo. Assim o blog ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

 Reserve sua Hospedagem em qualquer lugar do mundo
 Ganhe R$100 de crédito na sua primeira hospedagem no Airbnb
    Alugue Carro e viaje com mais liberdade
   Compre online ingressos para as atrações e evite filas

Aproveita também para dar aquela força e acompanhar os Olhos de Turista nas Redes Sociais:
 

Olá, meu nome é Luiza Cardoso! Sou a blogueira e idealizadora do Olhos de Turista. Amo viajar pelo mundo e levar minha vida nesse estilo libertador! Ter olhos de turista para mim é observar e admirar todos os cantinhos do planeta, desde o trajeto de casa até a volta ao mundo! :D